O que você esta fazendo?

Três pedreiros estavam trabalhando, quando um homem que passava pelo lugar se aproximou e perguntou a um de eles: O que você esta fazendo?

O pedreiro respondeu: será que não da para enxergar? Estou juntando os tijolos!!! O homem repetiu a mesma pergunta para o segundo pedreiro. A resposta não se fez esperar: Construindo uma parede!!! O terceiro pedreiro também respondeu a mesma pergunta com um sorriso e com orgulho: Estou construindo o novo hospital de crianças da cidade.

Vejamos. Nesta historia a tarefa é a mesma, o que muda é o modo que cada um vê seu trabalho.

A importância e utilidade , cada visão faz com que se mudem os níveis de motivação e comprometimento com o trabalho.

É fatível então que, enquanto cresce a consciência da responsabilidade, cresça proporcionalmente a motivação e o comprometimento. A motivação passa por fazer a tarefa cotidiana mais interessante.

O que faz a diferença então?

Acho eu o sentido que encontramos no que fazemos. A ausência de sentido é um dos grandes temas de nosso tempo.

Então o que faz que alguma coisa tenha sentido?

No meu dia a dia encontro grande doses de sofrimento justamente por causa da falta de sentido, e muitas vezes esse sofrimento vai andando em piloto automático desde o ressentimento a resignação.

Fomos educados e formados para um mundo que deixou de existir. Preparamo-nos em QUE FAZER e não em PARA QUE FAZER. Vivemos numa cultura que prioriza a ação e a efetividade.

Acho que confundimos o sentido da vida, como se a vida tem algo a nos dar, e o sentido não tem a ver com receber e sim com dar e agradecer a vida por esta possibilidade.