Kirstallnacht

Literalmente, a noite dos cristais , é conhecido usualmente como “a noite de dos cristais rotos”. É o nome dado ao violento pogrom anti-judeu do 9 e 10 de novembro de 1938. Provocado inicialmentepelos oficiais do partido nazi e a SA (guardas de assalto nazis), o pogrom se espalho por toda Alemanha, Áustria e a região do Sudetenland na Tchecoeslováquia. 

O nome Kirstallnacht se origina a partir dos numero incalculável de janelas rotas nas sinagogas, lojas, centros comunitários, e casas judias saqueadasdestroçadas durante o pogrom

Os alemães explicaram Kristallnacht oficialmente como um inicio espontâneo de violência publica em resposta ao assassinato de Ernst vom Rath, um oficial de baixo rango na embaixada alemã em Paris. Herschel Grynszpan, um judeu polaco de 17 anos, tinha assassinado a vom Rath em 7 de novembro de 1938, quando tinha recebidouma postal de sua irmã lhe contando que judeus de cidadania polaca que viviam na Alemanha, estavam sendo expulsos sem prévio aviso.

Os nazis culparam ao “Judaísmo Mundial” pelo assassinato e, como represália, desencadernaram um pogrom massivo contra os judeus dentro do Terceiro Reich. 

Centos de sinagogas pela Alemanha toda e Áustria, foram destroçadas e saqueadas. Muitas foram queimadas e os bombeiros receberam ordens de deixar queimar. Aproximadamente 7.500 lojas de donos judeus foram rotas eas mercadorias levadas. Os cemitérios judeus foram destruídos.

Foram arrestados aproximadamente 33.000 pessoas e conduzidas a os campos de concentração de Dachau, Buchenwald e Sachshausen. Ali foram submetidos a um brutal tratamento, e libertados com a condição de que começassem a emigrar da Alemanha. Estima-se que aproximadamente entre 2.000 e 2.500 mortes foram resultado, direta ou indiretamente, do pogrom de Kristallnacht. 

O pogrom de novembro anticipó uma nova ola de legislação anti judia. Nas semanas que lhe seguiram, o governo alemão promulga decenas de leis e decretos com o intuito de privar a os judeus de suas propriedades, as escolas judaicas foram fechadas, e as crianças judias que assistiam a escolas alemãs foram expulsos.

Os Nazis utilizaram um ato isolado de violência por parte de um jovem judeu como desculpa para adquirir todos os bens da população judia eantecipando a a Shoa, tão trágica na nossa memória.

Extraido de: United States Holocaust Memorial Museum, Washington, D.C. - http://www.ushmm.org/home.php