Tishrei

Existe uma relação direta entre os doze meses do ano lunar e as 12 constelações do zodíaco. Mais ainda, os sábios agregam que o paralelismo alcança as 12 tribos de Israel, as 12 letras simples do alfabeto hebraico e as 12 forças ou poderes da alma. 

Cada mês tem uma energia própria que se transmite ao mundo, e esta energia resulta favorável para trabalhar certos aspectos da vida, seja no plano individual ou no coletivo.

Como relata a parasha de esta semana, duas luminárias principais foram criadas no 4º dia da criação: o sol e a lua.

De acordo com os sábios místicos, o sol representa os processos estáveis e os ciclos da criação. O sol determina os anos, e as estacoes o dia e a noite. Por sua vez a lua, serve para determinar os meses. 

Neste Shabat, abençoaremos o novo mês – 3ª e 4ª feira próxima – o mês de Cheshvan.

As letras do nome Cheshvan (Chet-Shin-Vav-Nun) são semelhantes a palavra Cheshvon- calculo, contas-.

O juízo que aconteceu durante o mês de Tishrei pode nos conduzir a níveis mais elevados se a oportunidade para nos arrepender e retornar ao caminho foram utilizadas.

O trabalho a ser feito durante este mês e determinar com honestidade qual foi nossa experiência pessoa durante os últimos meses do ano que acabou de terminar e decidir como nos aperfeiçoaremos a partir de elas.

Em definitiva é um mês no qual temos a possibilidade de manifestar toda a inspiração e elevação de Tishrei em nossa vida quotidiana.