A Sinagoga da Rua Eldredge

Estávamos caminhando na Chinatown de Nova York, minha esposa, eu e um casal de amigos israelenses, e estes nos levaram a conhecer uma antiga sinagoga, extremamente bonita e que foi a terceira sinagoga construída na ilha de Manhattan. Ela é hoje um museu.

A Sinagoga da Rua Eldredge, atualmente um museu

A Sinagoga da Rua Eldredge, atualmente um museu

O primeiro grupo importante de judeus em Nova York aí chegou quando a cidade se chamava Nova Amsterdam e era um domínio holandês. Eles lá chegaram em setembro de 1654, vindos de Recife, quando a cidade foi reconquistada pelos portugueses. Eram 23, mas parece que alguns deles preferiram ir para a Holanda. Poucas semanas antes deles chegaram alguns judeus ashkenazim que se reuniram aos sefaradim de Recife. A primeira sinagoga, a Congregação Shearith Israel, foi fundada por eles em 1682, mas o prédio só ficou pronto em 1730. Parece que ao redor de 1720 já havia mais membros ashkenazim do que sefaradim, mas a sinagoga manteve os costumes sefaradim.

Após as guerras napoleônicas muitos judeus ashkenazim chegaram em Nova York e fundaram a segunda sinagoga, a B'nai Jeshurun, em 1825. 

Entre 1880 e 1924 ocorreu uma imigração em massa em Nova York, em virtude de leis antijudaicas na Rússia, após assassínio do czar Alexandre II. O crime foi atribuído aos judeus e isso tornou os pogroms mais numerosos e mais agressivos, muitas vezes induzidos pelo próprio governo, o que fez com que dois milhões de judeus emigrassem para os Estados Unidos. Cerca de metade deles se estabeleceu em Nova York e 75% dos membros do grupo se instalaram na parte leste do sul da ilha (Lower East Side). Quase todos vieram da Rússia e da Polônia.

A Sinagoga da Rua Eldridge foi inaugurada no dia 4 de setembro de 1887, praticamente na época das Grandes Festas. Sua beleza, que vocês podem observar na galeria de fotos, contrastava intensamente com as moradias pobres ao seu redor.

                                                       Clique na gravura para ver a próxima...

A sinagoga floresceu durante 50 anos. Ao longo do tempo, contudo, os habitantes judeus do Lower East Side se mudaram para outras áreas de Manhattan e a sua frequência foi declinando, até ficar praticamente fechada por cerca de 50 anos. Na verdade, somente o seu porão foi utilizado para serviços religiosos durante este tempo.

Em 1996 a Sinagoga recebeu o status de Monumento Histórico Nacional e diferentes grupos, incluindo o Fundo Nacional de Preservação Histórica, contribuíram com 20 milhões de dólares para reconstruí-la. E assim ela foi convertida em Museu, sendo reinaugurada em dezembro de 2007, ao completar 120 anos de existência.

Uma pequena congregação, Kahal Adath Jeshurun, ainda realiza seus serviços religiosos neste edifício. Na verdade, eles provêm de famílias que compareceram à Sinagoga ininterruptamente desde a sua criação.

                                                                      Pedro Luiz Mangabeira Albernaz

 

Conecta | culinária para pessach

Saiba mais sobre o

CHEF SIC DAVID G. MARZAN

Nascido no Chile e criado e formado na França como Chef Cuisinier e Administrador de Empreendimentos Hoteleiros pela renomada Universidade de Lyon, acumula mais de 35 anos de experiências fora e dentro do Brasil. Nos seus inícios profissionais estão passagens pelas redes Sheraton, Hilton, Steigenberger entre outras no âmbito internacional. Acumula gerenciamento nas áreas e A&B ou Operacional de hotéis na Argentina, Chile, México e USA. Na Argentina e como empresário foi proprietário do Restaurante Montmartre em Buenos Aires conquistando títulos e prêmios com uma destacada cozinha francesa de alta escola. Em Bariloche se destaca novamente ao frente gerencia de A&B e da cozinha do Restaurante Los Cesares – Hotel Llao  Llao. Novamente em B. Aires comanda o setor de A&B do Hotel Claridge. 

Teve participação de destaque na criação da grade curricular de estudos da primeira Escola de Hotelaria de Bariloche, entidade associada à Associação de Hotéis de Bariloche e a Universidade de Neuquen. Também foi professor na INACAP – Instituto de Capacitação de Santiago de Chile. Novamente como empresário cria o Restaurante Eglantine de Viña del Mar, uma cozinha de alto padrão e qualidade que é reconhecida com prêmio no certame nacional da ACHIGA. Acumula prêmios e reconhecimentos em certames internacionais de cozinha como os de Santiago de Chile, de México, de Argentina, de Espanha entre outros.  

Já no Brasil desde 2001, gerenciou as cozinhas de renomados restaurantes e assumiu gerencias de A&B ou Operacionais. Como Gerente de A&B da Rede Slaviero desenhou e criou novos cardápios para o Restaurante Le Doyan e de room service. Em São Paulo, esteve a cargo da cozinha do Restaurante Avila – Parrilha Argentina. Também em São Paulo assume como Chef Executivo no Buffet Goody Kosher, estabelecimento de destaque na culinária judaica kosher da capital. A Goody executa com um alto nível de qualidade eventos de grande porte como casamentos, bar e bat mitzvá e brit milá dentro âmbito da comunidade judia local e nacional. Foi neste médio que cria a primeira “paella kosher” e por esta é convidado ao “Concurso Internacional Paella for the World” de New Jersey para apresentar-la a comunidade americana.

Procurado pela “WInn Hotels & Offices” – empresa do “Grupo WCon” de Paraná – assume como gerente Operacional no Hotel Boulevard de Londrina. No comando do Hotel, efetua atualizações dos cardápios de room service, de Restaurante e de Bar. No comando de 80 funcionários conseguiu colocar o Hotel num lugar de destaque dentro da hotelaria local, estadual e nacional. Atualmente a disponibilidade da empresa. Participa como Chef nas aulas show nas Ilhas Gourmet da Equipotel 2015, com duas apresentações de grande sucesso.

  Conheça os pratos

    

SALADA    Ceviche Peruano
Peixe branco (S. Peter ou Linguado) 
Cebola roxa
Limão Tahiti
Coentro ou salsinha
Sal – pimenta dedo de moça
Opcional: milho verde ou batata doce    
        
ENTRADA QUENTE    Ovo Benédictìne
Salmão defumado
Ovo
Maionese
Cebolinha
Sal – pimenta do reino preta
Limão siciliano

Blini kosher
Farinha
Ovo
Açúcar
Sal
água    
1 fatia por porção
1 ovo por porção
1 vidro rende 15 porções
1 varinha por porção
Uma pisca
½ limão por porção

        
PRATO PRINCIPAL    Steak grill
Fraldinha/ steak grill kosher
Óleo ou azeite
Cebola
Alho
Sal – pimenta do reino preta

Mix de Cogumelos:
Shiimeji
Shiitake
Champignon
Cebola
Alho
Molho Shojo    
1 kg rende 8 porções
1 lt rende 100 porções
1 unid media rende 5 porções
1 dente por porção
Uma pisca

        
PRATO PRINCIPAL    Risoto de arroz preto

Arroz preto
Azeite
Ervilhas frescas ou aspargos frescos
Salmão fresco
Leite de coco
Margarina
Sal – pimenta do reino preta
Caldo de ave     
        
SOBREMESA    Haroset
Figo seco
Tâmaras
Passas de uva branca
Vinho tinto doce
Farinha de arroz ou de batata